A Lição do Sol em Escorpião

A Lição do Sol em Escorpião

Preparações Iniciais Para
A Grande Batalha do Ano

Carlos Cardoso Aveline

 

Escorpião – o oitavo signo do zodíaco – começa em torno de 23 de outubro e produz um estado de constante mudança e renovação. Estes dois fatores, no entanto, são com frequência invisíveis.

Escorpião não tem apego a rotina ou aparências. Longe disso. O seu padrão geral de vibração inclui uma grande intimidade com o processo de mudança súbita.

As influências deste signo são difíceis de predizer ou classificar. Escorpião estimula a vida ou a morte. Ele espalha a decadência ou a regeneração, e provoca vários tipos de transmutação, de acordo com as possibilidades cármicas das circunstâncias.

Este é um dos signos em que pode nascer um autêntico guerreiro. No entanto, o guerreiro sábio luta por uma causa nobre. Seu único inimigo é a ignorância, principalmente a sua própria falta de sabedoria, e secundariamente a ingenuidade dos outros.

Quando alguém lida com a energia de Escorpião, é aconselhável optar pelo lado luminoso da vida, ao invés do seu oposto, e trabalhar pela renovação criativa das estruturas da existência, não pela sua demolição. A Lei espiritual convida Escorpião a preferir o plantio em lugar da colheita, e a promover a construção inteligente, deixando de lado a tentação fácil mas infeliz de apenas destruir.  

Pertencendo ao elemento Água, Escorpião tem Plutão como seu principal regente. Marte, o corregente, foi o único patrono de Escorpião até o pequeno planeta do imponderável ser descoberto em 1930.

Em Escorpião o outono se aprofunda no hemisfério norte, e a primavera ganha impulso na metade sul do planeta. A vida agora dispõe de menos luz física, ou mais luz – dependendo de onde você vive. No entanto a Luz governa a Vida ao longo dos doze meses do ano. Olhando para o planeta desde um ponto de vista profundo, sabemos que ele é iluminado o tempo todo. A luz do Sol está presente em cada átomo.

A Lei força Escorpião a transcender formas externas. Mais cedo ou mais tarde – na vida atual ou numa existência futura – a alma espiritual aprende a tornar-se um agente de mudanças saudáveis na vida. Ela consegue isso trabalhando com aquela luz interna espiritual que nunca falha. Este é um dos aspectos secretos da lição do Sol em Escorpião.

Em última instância, toda alma espiritual pertence ao reino transcendente da harmonia do universo.   

No território de Escorpião, o indivíduo busca uma experiência de unidade total com os outros seres e com o conjunto da vida. Mas a jornada evolutiva não terminará aqui. Há várias lições por aprender: é necessário mais tempo para chegar ao estágio final simbolizado por Peixes. Os níveis imperfeitos de Escorpião são às vezes ineficientes e descuidados, ou preferem súbitas explosões ao invés de agir com inteligência. O Escorpião é poderosamente impulsivo enquanto não possui uma compreensão estável do universo. Parte da sua intenção no mundo objetivo é invisível. Para almas imaturas, a deslealdade é, às vezes, uma tentação.

Anna Maria Costa Ribeiro vê três tipos de indivíduos, ou três níveis de consciência em Escorpião. Em cada existência, ou em cada situação, um deles deve ser mais forte e predominar, dependendo do conhecimento já adquirido pela alma. 

* O Escorpião animal inferior tem como características o vício, a crueldade, o hábito da manipulação e a mediocridade. O seu veneno está sempre pronto para ser usado, a qualquer momento e em todo lugar.

* O Escorpião águia está interessado nos mistérios celestiais. Ele conhece a sua própria força. Nada o derrota, porque voa acima dos problemas terrestres.

* O Escorpião pomba ou fênix corresponde ao puro Espírito. Ele transcendeu o mundo do desejo. É o verdadeiro místico, o curador de almas. Ele renasceu em outro nível de vida. Com uma determinação de ferro, ele queima as suas impurezas no fogo regenerador da verdade eterna. [1]

Escorpião é o signo da morte, da ressurreição e do renascimento. Por causa disso a criatividade, a luta e o mundo oculto se relacionam com ele de uma maneira especialmente direta. O signo estimula intensamente a busca da verdade enquanto ajuda a alma humana a preparar-se para a grande batalha que a aguarda, a luta de vida ou morte do inverno no hemisfério norte.

O grande segredo da futura batalha é o renascimento do Sol, do Iniciado, ou de Jesus na tradição cristã.

O inverno propriamente dito não aparece durante Escorpião. Ele será recebido por um signo mais estável e mais confiante, Sagitário, enquanto o signo otimista e feito de fogo cujo símbolo é o centauro estiver preparando-se para transmitir a tocha do tempo para Capricórnio, na segunda metade de dezembro.

A missão de Escorpião é abrigar a vida durante a primeira fase preparatória das dificuldades na transição para o inverno. É como se fossem feitos exercícios militares antes de uma batalha decisiva. Quando as coisas ficam mais difíceis, Escorpião passa a tocha para Sagitário. Agindo sob a orientação de Júpiter – o mestre do otimismo e da compaixão – Sagitário tem uma confiança absoluta no futuro luminoso que desde já espera pela Vida. O centauro arqueiro avança firmemente e dá pouca atenção aos obstáculos.

O ponto mais alto da batalha anual pela vida é governado pela sabedoria eterna e pela paciência estável de um dos signos mais cuidadosos: Capricórnio.

Os dias de Capricórnio irão abrir as portas para o Ano Novo na contagem cristã do tempo. Esta parte do zodíaco é guiada por Saturno, o juiz das ações, o mestre do Tempo e do Carma. Visto da Terra, o espírito coletivo de Saturno é o Senhor dos Anéis, o grande Ancião, o Iniciador, o guardião dos limites internos do nosso sistema solar.

A Chave da Firmeza

Stephen Arroyo destaca o fato de que assim como Peixes e Câncer – os outros signos do elemento Água -, Escorpião pode usar a prática da firmeza como uma ferramenta para vencer as suas próprias limitações.

“As pessoas de Água precisam ser firmes consigo mesmas”, diz Arroyo, e ele acrescenta que a firmeza é também a melhor maneira de as outras pessoas lidarem com quem é do elemento Água.[2]

A Ioga de Patañjali diz no Livro II, aforismos 33-34, que as ideias erradas devem ser substituídas pelas ideias opostas e corretas.  

Em astrologia, os signos opostos são professores uns dos outros. O signo oposto ao de Escorpião é Touro, que está precisamente entre os mais firmes e estáveis do zodíaco. [3]

O diálogo interior de Touro com Escorpião estabelece um equilíbrio simétrico excelente, cujos resultados são a paz e a força, a sabedoria e a estabilidade, a livre transcendência e uma visão prática da vida, calmamente construída sobre alicerces sólidos.

NOTAS:

[1] As ideias gerais sobre os três níveis de Escorpião são reproduzidas (embora não literalmente) do livro “Conhecimento da Astrologia”, de Anna Maria Costa Ribeiro, Novo Milênio Editora, 1996, Rio de Janeiro, Brasil, 733 pp., ver p. 84. Veja também “Illustrated A-Z of Understanding Star Signs”, general editor Kim Farnell; Flame Tree Publishing, London, Printed in China, 224 pp., 2002, pp. 160-161. 

[2] Veja o livro “Astrology, Psychology, and the Four Elements”, de Stephen Arroyo, M.A., CRCS Publications, California, EUA, 191 pp., 1975, especialmente p. 107.

[3] Veja “A Lição do Sol em Touro”.

000

O artigo “A Lição do Sol em Escorpião” foi publicado nos websites associados dia 20 de novembro de 2020, enquanto o Sol estava no grau 28 de Escorpião.  

000

Veja os artigos “A Lição do Sol em Peixes”, “A Lição do Sol em Touro”, “A Lição do Sol em Gêmeos”, “A Lição do Sol em Câncer”, “A Lição do Sol em Leão”, “A Lição do Sol em Virgo” e “A Lição do Sol em Libra”.    

000

Leia mais:

* “Nossa Semana e o Sistema Solar”.

000

Helena Blavatsky (foto) escreveu estas palavras: “Antes de desejar, faça por merecer”. 

000