Opinião, Conhecimento e Sabedoria

Opinião, Conhecimento e Sabedoria

Todo Estudo Bem Feito
Torna o Estudante Humilde  

Carlos Cardoso Aveline

 

Mentes superficiais têm opiniões sobre quase todos os assuntos. Aquele que possui pouco conhecimento finge para si mesmo que sabe tudo.

Quanto menos uma pessoa busca a verdade, mais ela pode pensar que seu conhecimento é vasto, e sua sabedoria – enorme. A “opinião pessoal” é usada como desculpa por quem não quer aprender. A pose de sabe-tudo esconde a preguiça mental. A ignorância é tímida e se esconde sob a aparência de opinião.

Por outro lado, aqueles que buscam a verdade percebem a enormidade do que ignoram.

Ao ler um livro, o leitor atento com frequência cruza com dezenas de possíveis linhas de pesquisa e estudo, muitas das quais não terá tempo para desenvolver.

Ao longo do caminho da sabedoria, quanto mais aprendemos, mais percebemos a nossa ignorância. Como resultado, desenvolvemos hipóteses de trabalho, mais do que meras opiniões cegas. Podemos ter posições e pontos de vista firmes, mas eles estão sujeitos a um questionamento sério e, ao serem questionados, evoluem.

Aquele que não tem desejo de aprender, porém, deixa de lado o caminho árduo do conhecimento. O ingênuo com frequência não sabe conviver com incógnitas, e, para evitá-las, busca refúgio na fantasia infantil de que já sabe tudo.

Cabe ao estudante de teosofia adotar um ponto de vista realista. Ao viver com bom senso, podemos alcançar gradualmente uma vitória duradoura. Aprender algo verdadeiramente é, sempre, uma lição de modéstia. Quando o estudo é bem feito, o estudante se torna humilde. Narada, o filósofo hindu do mundo antigo, afirmou:

“Nunca diga estas palavras: ‘Eu não conheço isso, portanto isso é falso’. É preciso estudar para saber, saber para compreender, e compreender para julgar”. [1]

NOTA:

[1] Citado por Helena P. Blavatsky no seu livro “Isis Unveiled” (“Ísis Sem Véu)”, 1877, ver vol. I, p. 628. Clique para ver o livro nos websites associados: “Isis Unveiled, Volume I”.

000

Uma versão inicial do texto acima faz parte da edição de novembro de 2018 de “O Teosofista”, pp. 2-3. Ali não foi dada indicação do nome do autor. A publicação como texto independente nos websites associados ocorreu dia 24 de novembro de 2020. O equivalente em inglês do artigo “Opinião, Conhecimento e Sabedoria”  é “Opinion, Research and Knowledge”.

000

Leia “A Pesquisa Independente em Teosofia”, “Churchil Desafia a Opinião Pública” e “Aprendendo a Aprender”.  

000

Helena Blavatsky (foto) escreveu estas palavras: “Antes de desejar, faça por merecer”. 

000