A Lição do Sol em Capricórnio    

A Lição do Sol em Capricórnio

O Cumprimento do Dever
Como Uma Fonte de Bênçãos

Carlos Cardoso Aveline

 

Capricórnio é o décimo signo do zodíaco e começa em torno de 22 de dezembro. A Terra é seu elemento, Saturno o planeta-regente. Quando o Sol está em Capricórnio, a vida se torna mais realista e disciplinada. O cumprimento do dever ganha destaque na agenda das almas. 

Capricórnio tem uma visão de longo prazo. Planejamento é o seu forte. A possibilidade da teimosia, um motivo para cautela. Como em todos os signos, a equação fundamental é a oposição na alma humana entre o campo da ética e do altruísmo, que permite construir riquezas celestes, e o campo do egoísmo baseado em ignorância espiritual, que condena à autoilusão. A meta de Capricórnio, felizmente, é elevada. Ele aprende com seus erros. Ele tem tenacidade. 

Anna Maria Costa Ribeiro escreve:

“Capricórnio no hemisfério norte é o inverno. E para sobreviver ao frio do inverno é preciso ser forte. A natureza luta para preservar a vida. Da mesma forma, a pessoa de Capricórnio, que aprendeu e assimilou todas as fases dos signos anteriores, chega a um momento em que tem uma noção definida de quem ele é, o que é capaz de fazer e o que pode conseguir no mundo. E o que ele quer é a estabilidade do seu poder, da sua posição social.”

E acrescenta:

“Capricórnio é socialmente orientado: o mundo define o que é certo, importante e aceitável e o indivíduo segue essas regras. É a ordem estabelecida, o que é real, a prática e não a teoria.” [1]

Como funciona a influência de Saturno sobre Capricórnio e, através de Capricórnio, sobre a vida toda?

A essência da energia dos planetas é universal, ou neutra. Em outras palavras, ela não empurra sempre para esta ou aquela direção. Suas possibilidades são quase ilimitadas. O modo como a influência de um planeta será exercida na prática depende não só do conjunto do céu em dado momento, mas, sobretudo, do Carma de cada ser. As expressões concretas da energia astrológica dependem do grau de alerta, de maturidade, de consciência e de harmonização interior de cada indivíduo.

Para Donna Cunningham, os traços negativos de um planeta “são exatamente os traços positivos levados ao extremo”.

Em Capricórnio, a capacidade de estruturar situações é positiva, mas, se for exagerada, leva à rigidez e à inflexibilidade. O realismo é um bem valioso. Porém, se não houver uma abertura mental pode cair no pessimismo. A cautela é positiva. Por outro lado, quando excessiva, leva a um medo desnecessário e paralisante. [2]

Assim como os outros signos de Terra, Capricórnio pode garantir o ponto ótimo na sintonia da alma compensando o seu realismo e sua firmeza com uma atitude positiva diante das virtudes dos outros signos: inclusive o sonho de Peixes, o afeto de Câncer e de Leão, a visão aguda de Escorpião, a inovação de Áries. Isso não deve ser muito difícil, porque Capricórnio é um signo de bom senso.

Pertencendo a uma das últimas etapas do zodíaco, o capricorniano trabalha sob a inspiração do planeta dos anéis; Saturno é o Mestre do Tempo e do Carma. [3]

Em Capricórnio a energia da vida está madura e é capaz da síntese criadora. Este é o signo da lei e da ordem. No décimo território do zodíaco, a vida conhece tão bem o tempo de longo prazo que para ela é fácil viver um dia de cada vez. Por isso tem paciência.

Como melhorar ainda mais a experiência de Capricórnio, evitando a aridez da rotina? Enquanto examinava o elemento Terra, Stephen Arroyo escreveu:

“Os espíritos da Terra são os gnomos, que devem ser controlados através da generosidade combinada com contentamento. (…) A maior força e o maior brilho dos signos de Terra ocorrem quando eles assimilaram esta qualidade em sua natureza.” [4]

Capricórnio avança para o ponto mais elevado da montanha, o local em que o céu toca a Terra. Ele procura o alto enquanto mantém os pés no chão. Avançando de maneira organizada e consistente, ele aproxima a experiência humana do ponto culminante do zodíaco. É desde o ponto de vista da ética e com uma atitude prática que ele se relaciona com o mundo divino. A energia de Capricórnio é luminosa porque aponta para o caminho do dever, que abre a porta para as bênçãos de todos.

NOTAS:

[1] Do livro “Conhecimento da Astrologia”, de Anna Maria Costa Ribeiro, Novo Milênio Editora, 1996, Rio de Janeiro, Brasil, 733 pp., ver p. 93. Veja também “Illustrated A-Z of Understanding Star Signs”, general editor Kim Farnell; Flame Tree Publishing, London, Printed in China, 224 pp., 2002, pp. 44-45.   

[2] Mais detalhes em “Astrologia e Cura Através das Vibrações”, Donna Cunningham, Ed. Cultrix, São Paulo, 215 pp., ver pp. 61-62. 

[3] Está disponível nos websites associados o artigo “O Lado Luminoso de Saturno”.

[4] Examine o livro “Astrology, Psychology, and the Four Elements”, de Stephen Arroyo, M.A., CRCS Publications, California, EUA, 191 pp., 1975, especialmente p. 107.

000

O artigo “A Lição do Sol em Capricórnio” foi publicado nos websites associados dia 18 de janeiro de 2021, enquanto o Sol estava no grau 28 de Capricórnio.  

000

Leia mais:

A Lição do Sol em Peixes”,
A Lição do Sol em Áries”,
A Lição do Sol em Touro”,
A Lição do Sol em Gêmeos”,
A Lição do Sol em Câncer”,
A Lição do Sol em Leão”,
A Lição do Sol em Virgo”,
A Lição do Sol em Libra”,
A Lição do Sol em Escorpião”, e
A Lição do Sol em Sagitário”.     

000

Helena Blavatsky (foto) escreveu estas palavras: “Antes de desejar, faça por merecer”. 

000